Expressão Vocal

10-01-2011 16:00

O ponto principal para quem canta ou quem fala é a comunicação. A mensagem a ser transmitida deve ser recebida e entendida pelo ouvinte.

Para que haja comunicação durante o canto é necessário que seja colocado sentimento na mensagem. Sentimentos estes que serão expressados através da postura corporal como um todo, mas principalmente através da voz.

 

O cantor deve ser capaz de revelar o que o texto e a música escondem e, para tanto, sua voz deverá ser a ponte de emoção entre a música e o público. Para que isso aconteça, o cantor deverá preparar-se física e mentalmente para cantar.

É preciso que ele se concentre e faça a representação da imagem acústica do som, sua altura, seu colorido do ponto de vista auditivo, de seu mecanismo e das sensações que ele provoca.

Todos estes ajustes deverão estar ligados à letra e melodia da música e ao sentido que o autor da música atribuiu a ela.

 

O cantor deverá utilizar-se conscientemente e sensitivamente dos recursos corporais e vocais para a transmissão do canto expressivo.

Alguns elementos musicais e vocais devem ser utilizados para a eficiência da expressão vocal. O impulso, intenção, equilíbrio, suspensão, precisão, hipertensão, vibrato, atenção, consciência, concentração, neutralidade, amplitude, relaxamento, ritmo, pausa, intensidade, entonação, projeção, articulação e ressonância.

Além desses fatores, é necessário ainda levar-se em consideração que a criatividade e a sensibilidade vocal devem estar integradas às vivências culturais e sociais do cantor e do ouvinte.

 

O compositor inglês Thomas MORLEY (1557-1602), referindo-se ao emocional, aconselhava aos alunos: “vocês devem encontrar uma espécie de estado de paixão, de tal maneira que a vossa música seja como um vento, ora furioso, ora manso, ora severo, ora reservado, e logo entregando-se a ela. Assim, quanto mais expressiva for vossa música, mais amada ela será”.

KIRCHER (1650) relacionou alguns estados emocionais com representações musicais:

  1. Alegria: modo maior, com tempo rápido, intervalos consonantes e grandes, tessituras mais agudas e brilhantes.
  2. Tristeza: modo menor, com tempo mais lento, intervalos pequenos (sons e semitons), tessituras mais graves e escuras e dissonâncias. O conteúdo musical deverá deslizar na performance vocal do cantor.

 Fonte: http://www.musicaeadoracao.com.br/tecnicos/tecnica_vocal/expressao_vocal.htm